terça-feira, 6 de setembro de 2011

Poetando (?)

Largo em Lugar ilegal
em Lago Lânguido
um lúgubre "Liga Logo!"

Nada, Não dá.
Nem digo,
nudo desnudo
no dorso
na doçura...
nado nas (a)degas.

Bruno bronco,
brande as brumas brandas
do Brasil brejeiro e bruto.
Brinca e brilha.
De brinde uma bronca.


E aí eu fui escrevendo várias coisas com essas aliterações, achando que era poesia... Para ser sincero, poesia ou não, só que eu gostei muito da brincadeira..

=)

Mas, o Fernando Pessoa faz melhor:


Em horas inda louras, lindas
Clorindas e Belindas, brandas
Brincam nos tempos das Berlindas
As vindas vendo das varandas.

A literatura é uma coisa mágica, né?

2 comentários:

Harrison disse...

é mágico. uma viagem seu escrito. e fernandão é foda!

:}

sagaz disse...

As palavras são também para brincar!
Continue brincando. Pare não! Já tens relação íntima com elas.

=]

P.S.: Obrigado! =p